slide

02/12/2016

Dezembro




Dezembro, o último dos doze, o mês das festa, do nascimento de Jesus, o fim de um ano, época de se reunir com a família e com os amigos e festejar, época de viajar, conhecer pessoas novas, descansar a cabeça, se despedir dos amigos da escola e dos professores por um curto ou longo período. 
Nesse ano, marcado por acontecimentos memoráveis e alguns nem tão agradáveis, dezembro não podia começar de maneira diferente. Começamos o mês de luto por conta do acidente que levou embora um sonho, assim como começamos discutindo sobre a legalidade ou não do aborto.
Acredito que esse será um mês intenso, em diversas formas. Porém, espero que junto dele venham coisas boas, alegrias, surpresas, e que no começo da noite ao olhar pela vizinhança ou possa me apaixonar mais uma vez pelas encantadoras luzes do Natal.
E que época maravilhosa, não é mesmo? Natal, as crianças acreditam em um velhinho bondoso e gorducho que lhes trás presentes e os pais se encantam com o brilho nos olhos das crianças , que parece brilhar mais intensamente com o pisca-pisca pregado pela casa. E só de pensar em desmanchar tudo isso algumas semanas depois já desanima, mas o desanimo é temporário pois as memorias acumuladas ao longo dos anos vem junto com aquela bolinha pendurada na arvore que uma vez pertenceu à avó que com os olhos marejados observa a família reunida e se lembra dos tempos da juventude.
Dali uma semana, vem a melhor parte, os fogos, as ondas, o branco e a esperança. Mais um ano está para nascer e as mesmas músicas que já estamos cansados de ouvir irão tocar nos rádios, mas com sorrisos nos lábios cantaremos as letras que já estão em nossas mentes antes da palavra dita.
A champanhe é aberta e todos desejam uns aos outros "FELIZ ANO NOVO", durante alguns minutos não há passado e tudo o que pensamos é em um futuro ainda não escrito, um livro em branco, apenas esperando para ser escrito com novas histórias, desapontamentos, sorrisos, momentos.
Esse também é o mês que, mesmo sabendo que não ha bom velhinho e muito menos lista de quem foi um bom ou mau garoto durante o ano, tentamos o nosso melhor para fazer o bem para o próximo. Vemos por todos os lados campanhas de doações e instituições que recebem brinquedos e roupas para crianças carentes, além de ser a época que nós fazemos AQUELE limpa no guarda roupa e doamos todas aquelas roupas que já não gostamos tanto ou que não nos servem mais.
E por isso, espero que esse seja um bom mês, e que no fim disso, todos nós possamos terminar ao lado daqueles que amamos, fazendo aquelo que gostamos e a espera do que pode ser um novo começo.
Nesse mês, deixe a criança dentro de você se apaixonar mais uma vez pela beleza da vida.

2 comentários:

  1. Que texto lindoo... de grande reflexão nesse mês de Dezembroo

    https://mulhercristaeseular.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você tenha gostado! Confesso que estava com um pouco de medo de posta-lo kkk.

      Excluir

deixe um comentário